Festival do Contrabando é destaque do programa «365 Algarve»

Iniciativa cultural homenageia uma atividade que, ao longo da história, foi importante para as gentes da fronteira de Alcoutim e San Lúcar.

Março será um mês de novidades na programação do «365 Algarve», que já conta com seis meses de iniciativas culturais. Terá 31 eventos de música, ópera, dança, teatro, cinema, literatura, artes visuais e performativas e de animação de património, perfazendo um total de 151 apresentações.

Um dos grandes destaques será o Festival do Contrabando, que evoca uma atividade que, ao longo da história, foi importante para quem habitava junto à fronteira portuguesa de Alcoutim e espanhola de San Lúcar. A iniciativa contempla as artes e a cultura, permitindo ainda que seja possível atravessar a pé o Rio Guadiana, a 24 e 26 de março.

Ainda no que toca ao património estão agendadas a exposição «Cal Viva», com residência artística em torno da cal, no Centro Histórico de Aljezur, a 9 e 12 de março, bem como a encenação «Be P-Art», no Castelo de Tavira, no dia 10, e no Castelo de Loulé, a 28.

Os «Momentos Fantásticos com o Património», desta vez, rumam a Vila do Bispo, no dia 25, e a Lagos, nos dias 29 e 30.
Nesta programação mensal do «365 Algarve» ganham ainda destaque o 1º Festival de Piano do Algarve, no Teatro Municipal de Portimão (TEMPO), nos dias 4, 11, 18 e 25. Contará com grandes nomes portugueses, como Pedro Burmester, Mário Laginha e Armando Mota.

Já o Festival Internacional de Orquestra de Guitarras do Algarve passa por Silves, a 18, por Tavira a 19, e por Faro a 25. Na música, regressa ainda à região, em moldes renovados, o 32º Festival Internacional de Música do Algarve (FIMA).

Após uma paragem de oito anos, onze concelhos da região vão ser o cenário para as orquestras internacionais e alguns dos mais relevantes ensembles, além da Orquestra Clássica do Sul. Os primeiros concertos do FIMA acontecem no Teatro das Figuras, em Faro (dia 18), no Teatro Mascarenhas Gregório, em Silves (dia 25) e no Hotel Conrad Algarve, na Quinta do Lago (dia 31).

Ainda nas novidades musicais enquadra-se o evento Tavira, Património e Artes, que concilia o património religioso, arquitetónico e pictórico com o património musical (dias 4, 11, 17, 18 e 25 de março, em Tavira). A Missa da Coroação tem lugar no dia 25, em Quarteira, enquanto Segredos de Lucía – Friday nights de Lucía, um concerto que homenageia Paco de Lucía, terá lugar no Centro Cultural de Lagos, no dia 10, e na Biblioteca Municipal de Castro Marim, no dia 17.

Com os seis meses de percurso do «365 Algarve» chegam ainda novos projetos no teatro, com a «Carripana», um conceito inovador de teatro móvel, onde os atores passam por Castro Marim (dias 11 e 13 de março) e por Alcoutim (dias 25 a 27), numa carrinha Citroën Berlingo.

A Sotavento decorre ainda o Festival Internacional de Teatro de Vila Real de Santo António (dias 16, 18, 24, 25 e 30) e o 10º Festival T – Festival de Teatro de Albufeira (de 23 a 27 de março), no Auditório Municipal de Albufeira.

O projeto «Lavrar o Mar, As Artes no Alto da Serra e na Costa Vicentina» chega com «Medronho», um espetáculo itinerante nas destilarias da serra de Monchique que será apresentado de 31 de março a 2 de abril.

Já o «Fazer Render o Peixe em Portimão» é outro dos destaques de março, pois o Museu de Portimão receberá o chef Fernando Agrasar del Rio, num jantar, no dia 3, que é precedido pela inauguração das exposições «Uma Casa Portuguesa» de Miki Leal, «Bivalvia» de Beatriz Lobo e «Na mesa» de Bela Silva, patentes até 9 de abril. A programação completa está disponível para download em http://www.turismodoalgarve.pt/projetos-e-iniciativas/365-algarve.html

Categorias
Cultura


Relacionado com: