Feira da Tôr convida a visitar o barrocal algarvio

Realiza-se no próximo fim de semana, dias 2 e 3 de setembro, na Ponte da Tôr, mais uma edição da Feira da Tôr, evento que leva as tradições e a animação ao barrocal algarvio.

Trata-se de uma mostra e venda de artesanato e produtos locais, que contará com cerca de 30 expositores, muita animação e serviço de refeições com iguarias locais. 

O programa conta com atividades para os mais novos, nomeadamente pinturas faciais e modelagem de balões com a Associação Social e Cultural da Tôr e um atelier animado por Barroca – Produtos Culturais e Turísticos.

Ao longo dos dois dias, haverá animação de rua com a Associação Artística Satori e muitas surpresas para o visitante.

Em termos musicais, no dia 2, a partir das 20h00, haverá um baile animado por José Manuel Pasadinhas, a atuação do Grupo Moçoilas, às 21h00, e a partir das 00h00, um concerto com a banda The Bottles.

No domingo, dia 3, o Duo Telma Santos e Nuno Florindo animam o baile que arranca às 19h00. O encerramento do certame contará com o folclore do Rancho Etnográfico de S. Sebastião e Grupo Etnográfico da Serra do Caldeirão.

O desporto também não vai faltar na Feira da Tôr e no domingo, a partir das 18h00, tem lugar uma Caminhada/Trail pela aldeia.

O certame funcionará das 17h00 às 02h00. A entrada é livre.

A Feira da Tôr é um evento organizado pela União de Freguesias de Querença, Tôr e Benafim, com o apoio da Câmara Municipal de Loulé, Quinta da Ombria, Associação de Jovens da Tôr (Ghost Boy Club), Associação Social e Cultural da Tôr e Casa do Povo de Querença.

Categorias
Cultura


Relacionado com:

  • A Raça Bovina Algarvia: mito ou realidade?

    Quem no Algarve viveu da agricultura antes dos anos 1970, lembra-se certamente de bovinos característicos da região, utilizados para trabalho e carne, e até leite para populações locais. Poderá...
  • Cinefilia

    Não haverá, porventura, ninguém que num dado momento da sua vida não tenha sonhado com o mundo do cinema, fazer parte do mesmo! No que, pessoalmente, me toca, a...
  • Joaquim

    Hoje, o céu está maior. Mais uma estrela brilha por lá. Partiu sereno, tranquilo e com a dignidade com que sempre viveu. Desde muito novo, imaginou e criou. Viu...
  • Turismo: um modelo à procura da centralização?

    A pergunta é legítima e tem plena razão de ser. Nos últimos anos, Lisboa procurou encontrar no turismo uma espécie de galinha dos ovos d’ouro, algo que, com muito...