6ª edição da MALA para visitar até 1 de julho

São 158 obras, de 83 artistas, que podem ser visitadas nas diversas salas expositivas municipais. A MALA – MOSTRA de ARTISTAS de LAGOS, a principal mostra da criação artística produzida no concelho, e não só, inaugurou no passado dia 24 de abril e estará patente até 01 de julho.

A MALA – Mostra de Artistas de Lagos, este ano integrada na iniciativa regional 365 Algarve, é uma atividade organizada pela autarquia que dá a conhecer a vasta atividade dos artistas de Lagos, acompanhando o balanço criativo e multidisciplinar do trabalho dos artistas do concelho. Este ano, o convite para a participação nesta mostra foi estendido a todos os que não sendo residentes no município, aqui nasceram, trabalham ou com Lagos têm laços de proximidade. Também as cidades geminadas com Lagos foram convidadas, tendo a Cidade Velha, em Cabo Verde, aceite de imediato o desafio.

Nesta 6ª edição, estão representadas obras na área das artes visuais, abrangendo diversas sensibilidades artísticas que exploram técnicas da pintura, escultura, fotografia, desenho, instalação ou o vídeo. São 158 obras, da autoria de 83 artistas, que podem ser visitadas em 4 polos expositivos da cidade: Antigos Paços do Concelho (25 obras), Museu Municipal (33 obras), Forte Ponta da Bandeira (18 obras), e no Centro Cultural de Lagos (82 obras), tendo este ano esta iniciativa alcançado o mais elevado número de obras expostas.

A cerimónia de inauguração decorreu no passado dia 24 de abril, nos Antigos Paços do concelho, e contou, para além dos vários artistas, amigos e familiares, com a presença do executivo municipal, do presidente da Assembleia Municipal, Paulo Morgado, e com a representante da iniciativa 365 Algarve, Dália Paulo.

Para Dália Paulo foi «muito gratificante ver esta casa cheia de gente. É sinónimo de que há cultura a acontecer!» Recordando os objetivos da iniciativa 365 Algarve, em que “todos os dias contam”, a coordenadora da mesma deu os parabéns a Lagos pela organização da MALA, reiterando a sua disponibilidade para ajudar no que for necessário para que «todos continuem a transformar o Algarve numa região que ofereça, para além do sol, praia e clima ameno, uma oferta cultural vasta, nas várias áreas».

Uma opinião prontamente partilhada por Paulo Morgado que lembrou que «a fruição da arte e da cultura foram conquistados com o 25 de Abril», mais-valias que aparecem nesta edição «totalmente espelhadas, se tivermos em conta o aumento de artistas e obras expostas nesta MALA. Temos de celebrar esta iniciativa, que é uma certeza de que a cultura em Lagos está viva e recomenda-se», frisou o autarca.

A Presidente da Câmara Municipal de Lagos, Maria Joaquina Matos, aproveitou ainda este momento para agradecer a todos os que tornam a MALA possível – programadores, artistas plásticos, associações e coletividades, técnicos e trabalhadores da autarquia – «fazendo votos de que este exemplo de participação e cidadania ativa se multiplique», convidando todos os presentes a visitar os polos da exposição, que são, segundo a autarca «bons argumentos para (re)descobrir o prazer de viver a cidade de Lagos».

Horários e núcleos expositivos

A MALA, cuja 7ª edição está já agendada para 2019, está patente ao público até ao próximo dia 1 de julho, nos seguintes locais e horários:
CENTRO CULTURAL de LAGOS
Rua Lançarote Freitas, n.º7 | Terça a sábado – 10h00 às 18h00

MUSEU MUNICIPAL DR. JOSÉ FORMOSINHO
Rua General Alberto Silveira | Terça a domingo – 10h00 às 12h30 / 14h00 às 17h30

FORTE PONTA da BANDEIRA
Cais da Solaria | Terça a domingo – 10h00 às 12h30 / 14h00 às 17h30

ANTIGOS PAÇOS do CONCELHO / APC
Praça Gil Eanes | Segunda a sexta – 09h00 às 17h00

Categorias
Cultura


Relacionado com: